O “Principezinho”.


Visita de Estudo ao Politeama, em Lisboa.

Para se apropriarem do mundo que as rodeiam e construir conhecimento, as crianças têm que enriquecer as suas vivências. É por meio da experiencia, da observação e da exploração do ambiente, que a criança constrói o seu conhecimento, modifica situações, reestrutura os seus esquemas de pensamento, interpreta e busca soluções para factos novos.

As visitas de estudo são um meio privilegiado para a criança aprender, compreender, conhecer, observar e respeitar a diversidade do mundo e da sociedade. A curiosidade natural das crianças, o desejo de saber e conhecer é desde tenra idade uma oportunidade para a criança ser intelectualmente activa e culturalmente desperta.
“O Principezinho” de Antoine de Saint-Exupéry é uma obra-prima universal, verdadeiro património da humanidade pela sua beleza, poesia e mensagem que encanta crianças, adolescentes e adultos de todas as gerações.
Algumas das ideias desenvolvidas, e das frases mais apelativas da história: «Tu tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas.» «O essencial é invisível aos olhos, e só se pode ver com o coração.» «É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou.» «Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.» «O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.» Em todas as ideias destaca-se, mais do que tudo, a importância da amizade e do amor. No fundo, a mensagem essêncial a reter é que nada na vida fará sentido se não valorizarmos estes dois sentimentos.
No fim do espetáculo muitos dos nossos meninos/as não evitaram uma lágrima no canto do olho. Afinal, o Princepezinho é picado por uma cobra no fim da peça!! Foi um dia repleto de aventuras, brincadeiras, novidades e muita emoção.
A ida a Lisboa:
Saímos pelas 8h05 minutos. A animação instalou-se nos autocarros com cantigas, jogos, muita conversa e entusiasmo pelas observações – mais altas e por isso com mais alcance – que o autocarro permite. A primeira paragem foi na área de serviço de Aljustrel. Após o lanche e ida às casas de banho retomámos a marcha pelas 10h30m. Chegámos aos parque das Nações pelas 11h50m onde almoçámos e brincámos. Entre corridas, saltos, futebol e jogos diversos brincámos, de forma livre, cerca de 1h.
De assinalar e agradecer a ajuda dos vários agentes da Policia de Segurança Pública que, de forma muito competente, nos acompanharam até ao Politeama, onde chegámos 5 minutos antes das 14h. O regresso ao Colégio iniciou-se pelas 16h. Após uma paragem na área de serviço de Grândola, chegámos a Faro por volta das 20h.
Autocarro
Veja as fotos no álbum da atividade.