Sala dos 5 anos.


A criança de 5 anos está mais segura e revela mais confiança e uma grande motivação para aprender. Ao longo deste ano continuaremos a estimular os nossos alunos com o propósito de lhes disponibilizarmos ferramentas comportamentais, emocionais e letivas que as estruturem e habilitem a enfrentar, de forma tranquila e serena, os desafios que a Escolaridade implica.

Entre os 5 e os 6 anos as crianças apresentam um conjunto de características que constituem a referência inicial para o trabalho a desenvolver:

  • A preferência manual está, na maior parte das crianças, estabelecida.
  • É mais autónoma na realização de tarefas do quotidiano.
  • Apresenta hábitos alimentares mais seletos, identificando o que gosta e rejeitando muitas vezes os alimentos que julga que não gosta.
  • Fala fluentemente, utilizando quase corretamente o plural, os pronomes e por vezes também os tempos verbais.
  • Demonstra grande interesse pelas palavras e pela linguagem.
  • O desenvolvimento da imaginação e da criatividade leva facilmente a efabulações fantásticas e inverosímeis.
  • Segue instruções e aceita supervisão.
  • Conhece as cores e os números e domina os conceitos de “antes” e “depois”, “em cima” e “em baixo”, bem como a noção de tempo: “ontem”, “hoje”, “amanhã”.
  • Tem capacidade para memorizar histórias e reconta-las.
  • Para a maior parte das crianças a mãe é ainda o centro do seu mundo.
  • Copia os adultos.
  • Brinca de forma independente, sem necessitar de uma constante supervisão e orientação;
  • Começa a ser capaz, de forma autónoma e de sua iniciativa, de esperar pela sua vez e de partilhar.
  • Conhece as diferenças de sexo.
  • Começa a interessar-se por questões novas.
  • Não sendo uma fase de muitas inseguranças podem apresentar alguns medos novos: do escuro, de cair, de cães ou de dano corporal.
  • Maior sensibilidade relativamente às necessidades e sentimentos dos outros.
  • Envergonha-se facilmente.
  • Tem uma grande preocupação em fazer as coisas bem e em cumprir com as expectativas, o que pode levar a criança a, por vezes, mentir ou culpar os outros de comportamentos que sabe reprováveis.

 

As atividades de início de ano letivo permitiram, no essencial, uma correta adaptação dos alunos a um contexto educativo que conhecem e que vem dar sequência às aprendizagens anteriores. Temos, contudo, de perceber que o fim das férias e o regresso à Escola implicam, por vezes, um esforço de adequação – a que devemos estar atentos – a uma realidade mais exigente e rigorosa.

Retratamos fotograficamente algumas atividades de início de ano letivo.

Matiné com pipocas e refrescos.

Jogos e Brincadeiras.

Construção de papagaio para brincar (resultado final do trabalho).

Primeiros trabalhos e exercícios.